Warning: include_once(): Failed opening '/srv/users/serverpilot/apps/wrestlingportugal/public/wp-content/themes/avada/includes/options/shortcode_styling.php' for inclusion (include_path='.:/opt/sp/php7.1/lib/php') in /srv/users/serverpilot/apps/wrestlingportugal/public/wp-content/themes/avada/includes/class-fusion-builder-redux-options.php on line 39
Bruno “Bammer” Brito – Wrestling Portugal
Bruno “Bammer” Brito 2017-06-26T18:15:41+00:00

Bruno “Bammer” Brito

Data de Nascimento: 10-Jul-1983
Localidade: Calgary, Alberta – Canada
Data de Estreia: 04-Jan-2006
Golpes Finais: BammerBomb e Maple Leaf

Depois de extensa formação na Escola Tarzan Taborda, na FWA Academy e na academia do canadiano Lance Storm, um consagrado campeão na WWE, WCW e ECW, muitos achavam que era apenas uma questão de tempo até Bammer, o mais credenciado lutador português e comentador oficial da SportTV para os programas de wrestling da Total Nonstop Action, se tornar o Campeão Nacional do WP.

Após uma breve mas tumultuosa associação com o General Manager Bruno Almeida, Bruno Brito optou por deixar o seu talento vir ao de cima e caminhou sozinho até ao Título. Quando enfrentou Pedro Pavão, o primeiro Campeão Nacional da história do WP, saiu vitorioso com uma “Bammer Bomb” inesperada mas devastadora, em que ergueu Pavão do chão e o atirou ao tapete sem remorso e de forma demolidora.

Acabado de ser coroado Campeão, fechou com ponto de exclamação a sua nova abordagem ao mundo do Wrestling, atingindo Bruno Almeida na cabeça com uma cadeira.

Depois de se tornar Campeão, Bruno Brito teve que nadar contra uma forte Maré de azar. O seu registo de vitórias foi decepcionante durante muito tempo, conseguindo apenas um empate e várias derrotas de seguida. No entanto, desde o WP7 “Bammer” fez uma recuperação exponencial, tornando-se o primeiro Campeão do WP a defender o título com sucesso, e logo de seguida obtendo vitórias imparáveis contra Luís Salvador, o Irlandês Danny “The Pain” Deans, e até contra “Cougar” e “Pégaso” ao mesmo tempo num combate Triple Threat sem disqualificações.

Se antes havia alguma dúvida, Bruno Brito deu-lhe uma “Bammer Bomb”. Já nenhum crítico pode questionar a sua qualidade. Agora basta saber, será que alguém vai conseguir derrotar “Bammer” pelo título?